GNRATION

Edifícios Públicos

GNRation
Braga – Portugal

O projecto usou o conceito de ocupação como motivo. No limite uma área do contrapoder, contra a regra, o limite, a disciplina. Simbolicamente contrapos-se ao seu uso anterior de GNR.

Num momento de mudança e comemoração do espírito da juventude, o edifício do GNRATION não podia permanecer invisível, tinha que saltar para a arena, ir para o palco e vestir lantejoulas.

Todas as fachadas foram consideradas como nobres. No cunhal um corte mais abrupto sugeria a ruptura da nova intervenção. Começou aqui o princípio de intervenção, como  metáfora de um edifício em desequilíbrio, que explorava o limite e a aventura.

 

Um segundo nível de intervenção sugeria uma invasão “natural” com uma amalgama de espécies vegetais suportadas em vasos “agarrados” às fachadas, reformulando a imagem dos pátios e do logradouro.

O redesenho dos pavimentos exteriores enfatizam a pretenção do projecto em ser um mote para a regeneração urbana. O passeio público transpõe os limites do lote, diluindo a percepção entre o espaço publico e privado.

GPS: 41° 33′ 10.6266″ N | 8° 25′ 34.446″ W

Fotos: ©Hugo Carvalho Araújo