Casa JC

Ponte de Lima | Portugal

A CASA JC É UMA HABITAÇÃO UNIFAMILIAR LOCALIZADA EM PONTE DE LIMA, PORTUGAL.

INTEGRADA NUM AMBIENTE RURAL, BUCÓLICO E ONDE PREDOMINAM OS SOLARES E OS RIBEIROS COMO VIZINHANÇA, A CASA COMPÕE-SE EM DOIS VOLUMES: UM CORPO BAIXO E DISCRETO, PARCIALMENTE ENTERRADO NO SOLO E QUE SE ABRE PARA A PAISAGEM COMO FORMA DE SE RELACIONAR COM O EXISTENTE; E UM CORPO VERTICAL, COMO MOMENTO DE RUPTURA. A PAISAGEM PEDIA-O. UMA OBSERVAÇÃO DEBRUÇADA EM TODA A EXTENSÃO.

A ENTRADA FAZ-SE A PARTIR DA COBERTURA DO CORPO HORIZONTAL, NUMA CLARA OPÇÃO CENOGRÁFICA ONDE A COZINHA E A SALA DE ESTAR ASSUMEM O PAPEL PRINCIPAL. A REMATAR ESTE VOLUME, UMA GRANDE VARANDA QUE SE ABRE SOBRE A PAISAGEM. NO CORPO VERTICAL DEFINE-SE UM PROGRAMA EXCLUSIVAMENTE PRIVADO: UM QUARTO SUPERIOR QUE OCUPA TODO O SEU PERÍMETRO. A “CASA MODERNA” NO SEIO DO AMBIENTE RURAL, NÃO É UMA EXCEPÇÃO SE A TOMARMOS COMO UMA ACTUALIZAÇÃO DAS CASAS SENHORIAIS VIZINHAS. A “TORRE” DA ZONA ÍNTIMA, DEPOIS DE DOMINADA PELA VEGETAÇÃO, DEFINE O CARÁCTER DA CONSTRUÇÃO, A CAMUFLAGEM DO NOVO PELO EXISTENTE.

CASA JC IS A HOUSE LOCATED IN PONTE DE LIMA, PORTUGAL.

INTEGRATED IN A RURAL AND BUCOLIC ENVIRONMENT, DOMINATED BY MANORS AND BROOKS AS NEIGHBORHOOD, THE HOUSE IS COMPOSED BY TWO VOLUMES: A LOW AND DISCREET BODY, PARTIALLY BURIED IN THE GROUND AND THAT OPENS UP TO THE LANDSCAPE, AS A WAY OF RELATING WITH THE ENVIRONMENT; AND A VERTICAL MODULE, THAT IS ASSUMED AS A MOMENT OF RUPTURE. THE LANDSCAPE WAS ASKING IT. AN OBSERVATION ABOUT ITS FULLEST EXTENT.

THE HOUSE’S ENTRY IS MADE FROM THE ROOF OF THE HORIZONTAL VOLUME, A CLEAR SCENIC OPTION WHERE THE KITCHEN AND THE LIVING ROOM ASSUME THE MAIN ROLE. THIS VOLUME ENDS WITH A LARGE BALCONY THAT OPENS UP OVER THE LANDSCAPE. AT THE VERTICAL BODY AN EXCLUSIVELY PRIVATE PROGRAM IS DEFINED: A SUPERIOR ROOM THAT OCCUPIES ITS ENTIRE PERIMETER. THE “MODERN HOUSE” INSERTED IN THE RURAL ENVIRONMENT, IS NOT AN EXCEPTION IF WE TAKE IT AS AN UPGRADE FROM THE NEIGHBORING MANORS. THE “TOWER” OF THE INTIMATE AREA, ONCE DOMINATED BY VEGETATION, WILL DEFINE THE CHARACTER OF THE BUILDING, A CAMOUFLAGE OF THE NEW BY THE EXISTING.