MENU

CONTACTO

SEARCH

PROJECTOS

_

EM CURSO

TODOS

SOBRE CA

_

ATELIER

EQUIPA

CA DENTRO

_

LOJA

SEARCH

MORADA

_

ca@carvalhoaraujo.com

Largo de Santa Cruz, 506, 1 Andar 

4700-322, Braga Portugal
253 283 580

PRESS

_

dc@carvalhoaraujo.com


- Publicar algum projeto ou assunto sobre o atelier.
- Obter informações sobre os projetos para fins académicos, ou organizar visitas de estudo.
- Solicitar a participação do atelier em conferências ou outro tipo de eventos.

PROJETOS

_

jca@carvalhoaraujo.com

- Saber o que fazemos e como trabalhamos.
- Como encomendar um projeto.
- Propor alguma parceria ou investimento.

CANDIDATURAS

_

jobs@carvalhoaraujo.com

- Envio de candidaturas para estágios, emprego e colaborações.

SEARCH

HAP 1
HAP 2
HAP 4
HAP 5
HAP 6
HAP 7
HAP 8
HAP 9

TURISMO

ESTADO

Concluído

CLIENTE

Câmara Municipal de Ponte de Lima

EQUIPA

Carvalho Araújo

Joel Moniz

Alexandre Branco

Gonçalo Fernandes

Helder Ferreira

João Santos

Sandra Ferreira

Hotéis Além Ponte
Ponte de Lima, Portugal

TURISMO

Estado

Concluído

Client

Câmara Municipal de Ponte de Lima

DESIGN TEAM

Carvalho Araújo

Joel Moniz

Alexandre Branco

Gonçalo Fernandes

Helder Ferreira

João Santos

Sandra Ferreira

O processo dos Hotéis Largo Além Ponte resulta da valorização da ação pontual e de pequena escala, baseada em políticas e estratégias globais. A intervenção em cada edifício baseia-se na ideia limite de que todo o largo seria um hotel.


O conceito que suportou a intervenção foi o de criar interdependências entre os programas dos 2 edifícios, numa lógica de complementaridade e não de concorrência. O largo assumiu o papel de “anfitrião” do conjunto, como um átrio comum dos diferentes edifícios. 

Os projetos não podem ser analisados de forma separada, nem sem a sua relação com o largo. Só desta forma conjunta é percetível o seu funcionamento.


A casa 24 assume uma maior dicotomia entre interior e exterior, na opção de materiais e de soluções espaciais, mas assume na fachada de tardoz a sua natureza interior através de uma fachada nova, como se o edifício tivesse sido “cortado“. Revela assim a sua intervenção contemporânea em alternativa a uma fachada existente resultante de uma amálgama de adições, anexos e recortes dissonantes com o restante edifício e sem qualquer interesse de manutenção. O acesso é feito pelo pátio de trás, na descoberta da nova fachada. Na frente aposta-se numa loja como fracção independente. 


A casa 9 assume um carácter mais tradicional na sua organização e na relação de uso de materiais. As fachadas com vista sobre o rio assumem maior preponderância na volumetria de conjunto com o resto da vila, para além do Largo da Alegria.


O projeto entendido como um todo revela um caráter experimental do ponto de vista do projeto, mas também um desafio à gestão, numa estratégia de hotel menos convencional, mas mais adequada à escala dos centros históricos.

CARVALHO ARAÚJO